Dicas importantes na hora de vender um imóvel

Clique aqui apartamentos para alugar em Curitiba

Na hora de vender um imóvel, vale a pena observar alguns cuidados para conseguir fazer uma venda de sucesso junto com as imobiliárias.

  • documentação em dia: é importante não ter dívidas em atraso que possam atingir o imóvel, mesmo depois da venda. O imóvel deve estar desembaraçado para que a negociação possa ser concluída rapidamente.
  • apresentação do imóvel: a recomendação é que sejam feitos todos os reparos e reformas antes de mostrar para os possíveis compradores, principalmente as mais aparentes.
  • valores reais: o valor fora da realidade limitará, desde o início do processo, o número de interessados. Não se iluda achando que receberá propostas e poderá, no momento da oferta, negociar, isso é uma ilusão.
  • entrega certa: o prazo de entrega costuma ser muito importante para quem compra um imóvel. Por isso, não tenha um prazo longo demais para desocupar sua propriedade e entregá-la. Quanto menor for o prazo, mais satisfeito ficará o comprador.
  • flexibilidade de pagamento: principalmente se seu imóvel tiver bastante concorrência de imóveis semelhantes, no mesmo bairro ou no mesmo condomínio. Vale a pena ser flexível com as formas de pagamento e aceitar parcelamentos ou financiamento.
  • exclusividade: contrate apenas uma imobiliária, assim você evita ter que receber visitas demais e centenas de ligações. A imobiliária tomará conta dos emails, ligações e ofertas que seu imóvel receber.

Dicas valiosas para agentes de turismo

Se você quer trabalhar em uma boa agência de turismo, é bom se preparar e seguir essas dicas:

  1. Se especialize:

Escolha alguns destinos ou atividades e resolva ser um especialista melhor neles do que qualquer outra pessoa. Os consumidores agora têm acesso a tanta informação de viagem, particularmente na ponta dos dedos através da Internet que eles mesmos se tornaram “agentes de turismo geralistas”. Quando eles procuram ajuda, eles estão buscando um verdadeiro especialista.

Melhor agencia de turismo Curitiba

  1. Personalize:

Diferencie-se da DIY, soluções on-line de autoatendimento e, em vez disso, dê aos consumidores um serviço altamente personalizado, recomendações, etc., desde sua primeira interação com eles, seja on-line, por telefone ou em pessoa.

  1. Desenvolva um repertório de experiências únicas e de acesso especial:

Trata-se de vender experiências. Quanto mais exclusivo, mais valor você estará adicionando. Quanto mais você conseguir que os clientes tenham acesso a eventos especiais ou pessoas, mais diferenciado você será como agente de turismo.

Carreta certa para carregar sua lancha

Existem no mercado três principais tipos de carretas que podem melhor carregar sua embarcação. São elas:

  • carreta rodoviária: fabricada em madeira ou aço, possui rodas e pneus automotivos, luzes na traseira, que pode engatar lanchas de até 23 pés no veículo para transporte em estradas. Ela é recomendada para regiões com poucas opções de marinas, porque é mais fácil de guardar a lancha na garagem e levá-la para a água quando desejar. Elas são bastante usadas nas regiões sem marinas, onde o dono do barco prefere ter a versatilidade de rebocar o barco para onde desejar, colocar e retirar o barco da água por conta própria com mais facilidade.
  • carreta rodoencalhe: é uma carreta usada para embarcações de pequeno e médio porte. Ela é construída em madeira, com rodas e pneus automotivos, onde a embarcação pode ser rebocada por um trator para dentro da marina com segurança. É indicada para quem quer que a embarcação permaneça em marina sem gavetas, e seja movimentada por trator e reboque.
  • berço de madeira: o berço é uma carreta simples, geralmente construída com rodízios de nylon ou ferro, cuja função é permitir a movimentação provisória da embarcação em áreas planas. É usada para transporte até marinas de gavetas, que não precisam de carretas. Ainda são poucas marinas verticais, que carecem de empilhadeiras, no país.

lanchas a venda

Teto do valor para financiamento de imóveis aumentou

A Caixa Econômica Federal vai elevar o teto do valor de imóveis que podem ser financiados pela instituição e facilitar condições para construtoras. Para unidades com valor de mais de R$700 mil, o limite de financiamento subirá de 70% para 80%, nas moradias novas e de 60% para 70% para as usadas. Tudo isso deve estar disponível para desembolsos no segundo semestre. O anúncio foi feito ontem pelo vice-presidente de Habitação da Caixa.

O banco também está reabrindo e expandindo uma linha que permite a transferência de financiamento imobiliário que tenha sido contratado com outras instituições, assim os mutuários poderão transferir para a Caixa até 70% do empréstimo que tenha tomado com outros bancos, casteval condominios.

Outras medidas também estarão disponíveis para pessoas físicas, que incluem elevar o nível de aprovação das propostas pelo banco, hoje em torno de 80%, além de uma forte campanha de divulgação.

O banco vai reabrir o Plano Empresário (PEC), um mecanismo de financiamento que foi suspenso por causa do aumento da inadimplência e do grande volume de renegociações. A linha terá o prazo de amortização mais estendido, o que antes era de 6 passa para 12 meses, com carência de 6 meses.

Venda de imóveis através da internet

A internet vem ganhando espaço a olhos vistos, em todos os segmentos de vendas e com a venda de imóveis não seria diferente. Aqui você também encontra várias opções de imóveis comerciais, lanchonete a venda em curitiba.

Como a tecnologia está cada vez mais acessível, não nos imaginamos sem um computador por perto. Se os profissionais quiserem estar dentro desse mercado competitivo que é o mercado imobiliário, estar na internet é fundamental.

Mas para que a imobiliária tenha sucesso é preciso tomar alguns cuidados na hora de elaborar um site ou mesmo ter um perfil de sua empresa nas redes sociais.

Um dos passos mais importantes é a escolha das fotos. As fotos que forem mais claras e que mostrem melhor o imóvel devem ser colocadas, nada de fotos escuras ou mal tiradas. Coloque-as de forma cronológica como se fosse um passeio pelo imóvel.

O texto também é importante. Ele deve ser coerente com a foto, ressaltando os detalhes e os principais pontos fortes. Sugerir algumas reformas e melhorias também pode ser interessante dependendo do imóvel em questão.

Com um portfólio bem elaborado, com textos e notícias em harmonia com o site, promovem  a sua empresa de forma mais profissional e garante mais sucesso que seus concorrentes.

Como sair do aluguel?

Vários especialistas no mercado imobiliário deram dicas de como sair do aluguel e conseguir a tão sonhada casa própria através do programa federal MCMV de acordo com imobiliaria presidente prudente.

Se a ideia é conseguir um imóvel pelo programa Minha Casa, Minha Vida, você primeiro deve se adequar a uma faixa de renda. Se a renda for de até R$1.800, por exemplo, você deve dirigir-se até a prefeitura de sua cidade e procurar o CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) e efetuar o cadastro. A aprovação depende das vagas existentes, disponibilidade do imóvel no local pretendido e o preenchimento dos requisitos adequados ao perfil do programa. Se a renda for entre R$1801 até R$6.500, você poderá ir direto a uma agência da Caixa para passar pelas aprovações necessárias.

A demora na aprovação pode ocorrer e está relacionada à alta demanda de procura por imóveis na sua cidade ou o vencimento dessa inscrição. Algumas prefeituras renovam os cadastros e é preciso ficar atento às convocações de recadastramento.

Outro fator que contribui para a demora na aprovação do cadastro é a demora para a liberação de recursos federais para o programa em determinadas cidades.

E ainda há os parâmetros de priorização de acesso ao programa. As prioridades são para famílias residentes em áreas de risco ou insalubres, os desabrigados, famílias onde mulheres são responsáveis pela unidade familiar, famílias com pessoas portadoras de deficiência e os idosos. Este critério é fixado pelo Ministério das Cidades, mas os estados e municípios poderão criar critérios adicionais.

A construção civil continua desempregando

De acordo com o Ministério do Trabalho e Emprego, os últimos meses a construção civil registrou um saldo negativo de mais de 250 mil empregos. As demissões foram maiores que as contratações em cerca de 10%.

Mesmo com um alto déficit habitacional existente no Brasil, o setor imobiliário vem amargando um péssimo resultado. O que determinou essa situação foram os cortes dos programas do governo, a alta dos juros dos bancos, o endurecimento da concessão de crédito imobiliário e os atuais escândalos envolvendo o dinheiro destinado aos programas sociais, incluindo o projeto Minha casa, Minha vida.

Estima-se que ainda devem ser construídas mais de 35 milhões de moradias para suprir a necessidade de novas famílias. Isso seria contado nos próximos 25 anos. O ritmo de construção deveria estar em pleno vapor, para equacionar razoavelmente o problema.

Apesar de toda a crise, ainda existe um potencial para a realização de obras de infraestrutura em várias cidades para contribuir com o setor imobiliário. Isso seria determinante para o lançamento de novos empreendimentos por parte dos investidores, puxando mais emprego e mais renda a população, mota entre as melhores imobiliarias em curitiba.